CRB empata com o Botafogo-PB e garante a classificação na Copa do Nordeste

Não foi dos melhores jogos do CRB na temporada, mas a classificação veio mesmo assim. Na tarde deste sábado (30) o CRB dependia apenas de si, enfrentava o Botafogo da Paraíba já classificado e a partida terminou empatada em 1 a 1.

O empate garantiu o CRB na terceira posição do Grupo A, classificado para a próxima fase. O adversário da equipe regatiana será o Santa Cruz, em jogo único no Estádio do Arruda, com data a ser definida.

O JOGO – 1º TEMPO

A bola rolou no Estádio Rei Pelé e o jogo mostrava um CRB que tinha de fazer a sua parte para se garantir e do outro lado o Botafogo já classificado, mas que avançava e buscava o gol.

As duas equipes se revezavam nas investidas, mas pouco ou quase nada criaram nos primeiros 20 minutos. O maior barulho que a torcida do CRB fez, aconteceu na investida de Mailson, que cruzou e viu a bola resvalar na mão do defensor adversário e o árbitro mandou seguir.

O CRB tinha maior volume de jogo, atacou mais, tentou mais, mas não conseguiu traduzir em gols, diante de um Botafogo que era frio e perigoso. Final do primeiro tempo, 0 a 0.

2º – TEMPO

Na volta para o segundo tempo o cenário era o mesmo. O Botafogo estava despreocupado, mas não despretensioso e dava trabalho ao CRB, que não conseguia produzir e era cobrado pela torcida.

O tempo frio e chuvoso em Maceió parecia afetar diretamente as equipes que não conseguiam criar em campo. O CRB só conseguiu se soltar depois dos 20 minutos e foi assim que teve uma grande chance de abrir o placar.

Mailson recebeu, deu um lindo drible de corpo e foi derrubado na área. Pênalti para o CRB. Ferrugem foi para a cobrança e parou no goleiro Saulo, para desespero da torcida alvirrubra.

Minutos depois o Botafogo teve uma falta perigosa na entrada da área. O veterano Marcos Aurélio, capitão da equipe bateu, conseguiu tirar da barreira, mas parou no goleiro Edson Mardden.

O jogo seguiu até os 49 minutos, mas nada de ataques perigosos e rede balançando. Final de jogo com empate sem gols no “Trapichão”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *