Governo abre processo para exonerar professor pesquisado por acusado de matar Marielle

Pesquisado na internet por Ronnie Lessa, acusado de matar Marielle Franco, o professor da rede estadual Pedro Mara poderá ser exonerado da função pública. A secretaria de Educação abriu um processo para exonerar o docente por conta de faltas nos ultimos dias. Mara afirma ter deixado o Rio nas últimas semanas por recomendações de segurança, diz o Extra.

– Tive a minha vida investigada pelo Escritório do Crime, saí do Rio de Janeiro por um protocolo de segurança. E o que a Secretaria de Educação fez? Apesar de ter sido notificada formalmente pelo deputado Flavio Serafini (PSOL), presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, pela deputada Renata Souza (PSOL), presidente da Comissão de Direitos Humanos, e pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), abriram o meu processo de exoneração por abandono de cargo por faltas. A Seeduc nunca me quis diretor de escola – disse Mara.

Procurada, a Secretaria de Educação ainda não se pronunciou sobre o assunto.

27/03/2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *